Atividades

Screenshot_2019-01-18-16-41-44

TAI CHI CHUAN

A arte marcial interior que tem como objetivos primordiais
‘saúde, serenidade e equilíbrio’.

Movimentos da suprema unidade. Conjunto de práticas para restabelecer e cultivar o estado de saúde e equilíbrio do corpo, das emoções e da mente. Rotinas para revitalização dos órgãos, flexibilidade das articulações, alongamento dos tendões e cultivo da serenidade e do movimento. Aprendizado da autoterapia para o equilíbrio integral: corpo, energia e mente.


Atividades em Brasília:

» Programa de Treinamento Individual   

» Programas Corporativos

» Treinamento Personalizado para Pequenos Grupos 

» Acompanhamento Terapêutico
   Arte Marcial Interior – Terapia Transacional – Tai Chi Terapia

» Projeto Tai Chi – Udare / Minicurso Vivencial   

» Retiros de Tai Chi Terapia

Os módulos dos programas de treinamento e de acompanhamento terapêutico são simples, acessíveis e elaborados considerando uma série de elementos. Um diálogo inicial (por telefone, presencial ou virtual) é o primeiro passo.
Moema Alencar – moema.alencar@gmail.com – 61 998007326


 

 

‘Ao praticarmos Tai Chi Chuan eliminamos os pensamentos irrelevantes, concentramos a mente e criamos as condições ideais para o sistema nervoso funcionar adequadamente.’

‘Com prática e dedicação desenvolvemos a arte de compreender a força; a partir da compreensão da força desenvolvemos habilidades maravilhosas.’  – Wong Kiew Kit

 

Tai Chi | Moema Alencar

As sequências de movimentos do Tai Chi Chuan ensinadas pelo Mestre Liu Pai Lin se caracterizam por incorporarem os treinamentos e conhecimentos taoistas, como princípios incluídos e enfatizados em todos os movimentos. Por isso o Mestre se refere à sua prática como Tai Chi Tao Kung Chuan.

“A filosofia do Tai Chi não e rígida e imutável. Os professores não falam para seus alunos que se não praticarem exatamente igual cada movimento estão errados. Deve-se imitar a forma, inicialmente; mas seguindo os princípios do Tai Chi de uma maneira viva chega-se ao natural: como o voo da borboleta que fica mais bonito e sem repetições com a lufada de vento.” Mestre Liu Pai Lin

…….

Mestre Liu Pai Lin ainda criança estudou as artes taoistas com seu tio-avô Liu Yunpu (Liu Yuen Pu), reconhecido como um Grande Mestre Taoista. Se dedicou às Artes Marciais e aos Treinamentos Taoistas desde muito jovem. Ingressou na Academia Militar e foi General do Exército. Vivenciou muitas experiências dolorosas de conflitos e combates. Teve as pernas quebradas e preservou sua mente e seu corpo com os treinamentos interiores.

Mestre Liu foi iniciado nas seguintes linhagens taoistas: – pertence à 11ª geração da linhagem da Porta do Dragão (龍門派) (Longmen pai), escola de alquimia interior da tradição do norte da China. Foi discípulo direto do Mestre Liao Kun (Liaokong Shizun); – representa a 5ª geração da linhagem da Montanha Dourada (金山派) (Jinshan pai). – Kun Lun Chien Shan (崑崙派) – Fuchow – aprendeu com o longevo Mestre Li Ching Yuen a suprema importância do cultivo do Vazio. Ele enfatizava que sua transmissão é um conhecimento de natureza espiritual, onde a tradição de uma linhagem e a iniciação são tratadas de forma laica. Esta distinção entre o Taoísmo enquanto religião (Taochiao) e enquanto filosofia de vida (Taochia) é uma questão antiga na cultura chinesa. No Tai Chi Chuan Mestre Pai Lin é discípulo de dois Grandes Mestres: Yang Chengfu (楊澄甫), (1883-1936), com quem estudou o Estilo Yang; e Chang Chin Ling (Zhang Qin Ling, 張欽霖) (1887-1967~), que lhe ensinou além do Estilo Yang um outro estilo taoista. Durante a época em que serviu como militar, o Mestre Liu Pai Lin costumava receber e conversar com praticantes das diversas tradições espirituais e modalidades de artes marciais chinesas. (China, Tianjin, 8 de dezembro de 1907 – Brasil, São Paulo, 3 de fevereiro de 2000)